4 de maio de 2008

Um fim merecido para o Yahoo!




Um dos casos que você via na TV era o Caso Isabela! Nos sites de noticias é o Caso Yahoo rejeita oferta da Microsoft, agora quem ficou de saco-cheio foi a Microsoft e retirou sua oferta de compra do Yahoo!

Analistas esperam que as ações do Yahoo despenquem cerca de 30%, para o patamar de 20 dólares, assim que o pregão do Nasdaq iniciar nesta segunda-feira devido a está retirada de aquisição pela Microsoft.

As ações subiram cerca de 7%o na sexta-feira, para 28,67 dólares, na expectativa de que um acordo entre as duas empresas fosse firmado.

A Microsoft retirou a oferta de após o Yahoo ter rejeitado a proposta para elevar o preço do acordo em 5 bilhões de dólares, para 47,5 bilhões de dólares.
A oferta da Microsoft era de 33 dólares por ação, mas o Yahoo não iria aceitar nada abaixo de 37 dólares, segundo afirmou no sábado o presidente-executivo da Microsoft, Steve Ballmer. A empresa de software inicialmente ofereceu 31 dólares por ação do Yahoo há mais de um mês.

"Acreditamos que as demandas econômicas do Yahoo não fazem sentido para nós, e é do melhor interesse dos acionistas e funcionários da Microsoft, e de outros acionistas, retirar a proposta", afirmou Ballmer em comunicado.

"Estou chocado que o Yahoo não tenha sido mais razoável. A ação vai cair pelo menos 5 dólares na segunda-feira. É surpreendente que Ballmer tenha desistido em vez de tentar uma oferta hostil de 33 dólares por ação", apontou Walter Price, gerente de portfólio do fundo RCM, que possuía 21 milhões de ações da Microsoft e 2 milhões de ações do Yahoo até o fim de dezembro.

Bem a Microsoft Precisa comprar a Yahoo! Para ganhar uma % do mercado de buscas e serviços online, coisa que sozinha o Live.com vai ser difícil conquistar Microsoft pode ter retirado sua oferta propositalmente para que as ações do Yahoo despenquem e que até uma futura ação de 30 dólares por ação seja uma grande oferta.

Essa Historia ainda não acabou, Aguarde o próximo episodio neste blog, neste mesmo horário!

0 comentários:

Artigos recentes

Comentários recentes