30 de maio de 2008

Brasil apela contra adoção de padrão da Microsoft




O Brasil entrou com um apelo contra a adoção do formato Office Open XML (OOXML), da Microsoft, como um padrão internacional para documentos eletrônicos.
O apelo foi enviado à Organização Internacional para Padronização (ISO, na sigla em francês) e à Comissão Electrotécnica Internacional (IEC, na sigla em inglês), os dois órgãos que aprovaram a adoção do formato como padrão em março.

Por favor, se você saber algo sobre isso me diz por que o brasil é tão ignorante.. me deixa estremamente revoltado ler isso, sabe...se o padrão linux não tivesse sido aprovado pelo ISO até concordo de brigar pela sua aprovação, mas já que os 2 são validos para que ficar brigando? isso que dá coloca um bando de incopetente pra toma conta desses assuntos.

Índia e África do Sul(olha só o nivel dos paises que fazem essa merda também) também entraram com um recurso semelhante.
Os países contrários à decisão argumentam que o processo de aprovação do padrão foi conduzido de forma apressada e os órgãos nacionais de padronização ainda não receberam a versão final do texto aprovado, mais de um mês depois do prazo estabelecido pelas regras do comitê técnico.
Delegados reunidos em um encontro em fevereiro tiveram apenas cinco dias para lidar com mais de mil mudanças editoriais e críticas ténicas apresentadas ao texto original da proposta, o que prejudicou o processo.
Os presidentes da ISO e da IEC têm, cada um, um mês para examinar o recurso e tentar chegar a um acordo com os órgãos nacionais. Se isso não for possível, os apelos serão encaminhados às diretorias dos órgãos.

A importância da adoção do OOXML como padrão deve ser reduzida, no entanto, já que a Microsoft anunciou na semana passada que não tem intenção de fazer o Office 2007 de acordo com o formato.

Não sei onde esse pessoal anda lendo noticias, sendo que a microsoft já anunciou que iria fazer o Office compativel com o ODF, já que isso não custa nada apenas adicionar uma função na hora de salvar um arquivo.

Em vez disso, a empresa pretende adotar um mecanismo que permita que os programas produzam e leiam arquivos compatíveis com o formato OpenDocument.

Isso para mim da na mesma... já que o office vai está fazendo a leitura e criação do formato, não?

Este recurso está presente no Office XP e 2003 para rodar arquivos do Office 2007, não tráz nenhum problema se quer, apenas lê e salva usando um programa "por fora" ao inves de ter que refazer todo o fonte do Office. cria-se um adicional que para o usuario final da na mesma.

Leia Mais…

27 de maio de 2008

Celular anti-iPhone




A fabricante norte-americana de celulares Hop-on acaba de lançar no mercado dos Estados Unidos o modelo Hop1800, um celular GSM descartável que custa apenas US$ 10 (cerca de R$ 16,50).

Apelidado pela própria empresa de Anti-iPhone, em referência ao smartphone da Apple, o "celular espartano perde o visor, mas ganha em conveniência", declara a Hop-on. O telefone funciona pelo sistema pré-pago e pode ser usado com mais de 40 operadoras nos Estados Unidos.

O Hop1800 está disponível em dual-band 850/1900MHz e, voltado aos mercados europeu e asiático, 900/1800MHz. O aparelho pesa 77 gramas, dura quatro horas de conversação, 150 horas em modo de espera, e oferece ringtones polifônicos.

O celular pode ser visto como descartável, mas em uma atitude ecológica a empresa incentiva a devolução do aparelho, pela qual retorna US$ 5.

O Hop1800 ainda não está disponível no Brasil, mas pode ser encontrado em revendores ou lojas de conveniência. Na Europa, a Hop-on já colocou no mercado outro modelo descartável, vendido por 13 euros (R$ 34).

Apesar da empresa querer levar ao baixo custo... bem que ele poderia ter pelo menos uma telinha de cristal liquido para colocar um relogio, muitas pessoas usam o celular também como relógio...Talves num proximo modelos eles poderiam incrementar isso e nem iria aumentar drasticamente o preço...

A ideia do Celular é boa... colocando que modelos mais baratos hoje em dia com aquelas telas de papel digital está custando em torno de 100,00...

se isso chegar no brasil... talves faça a festa por aqui... principalmente em estudantes que vão viajar para as putaria da vida final de ano com escolas... e sempre acabam bebados e perdendo seus celulares muitas vezes que custam mais de R$500,00...

Leia Mais…

Artigos recentes

Comentários recentes